Notícia

Redutores IBR

Diferença entre o modelo STANDARD e o modelo TIPO A nos redutores planetários.

ÁREA TÉCNICA - ARTIGOS E TEXTOS TÉCNICOS SOBRE OS PRODUTOS IBR

Diferença entre o modelo STANDARD e o modelo TIPO A nos redutores planetários.

As características dos redutores de 2 estágios e 3 estágios são reduções maiores e altos torques de saída. Os modelos STANDARD dos redutores planetários de 2 e 3 estágios combinam uma menor carcaça na entrada em relação à saída, configurando uma opção de menor custo, porém limitando a potência (e consequentemente o torque) por possuir um menor diâmetro de encaixe do eixo do motor. Nas situações onde uma maior potência é requerida, o TIPO A se torna o ideal por combinar duas carcaças do mesmo tamanho, deixando o redutor mais robusto na entrada e com a possibilidade de receber motores com potências e eixos maiores. Utilize os modelos STANDARD ou TIPO A de acordo com sua necessidade, observando sempre os limites de torque, fator de serviço e outros esforços indicados nos catálogos para o dimensionamento correto do seu redutor.

Exemplo:

Servo motor 0.5 kw, torque nominal de saída 2.39 Nm, eixo do motor diâmetro de 24 mm.

1. Suponha que a redução seja de 1/50:
    Torque de saída é 2.59 Nm x 50 x 94% (eficiência) = 112 Nm

- Você pode escolher o modelo "STANDARD": SB 120 50, que possui um torque nominal de saída de 294 Nm, ficando então com fator de serviço de 2,6 (294/112=2,6)

ou

- Você pode escolher o modelo "TIPO A": SB 90 A 50, que possui um torque nominal de saída de 141 Nm, ficando então com fator de serviço de  1,25 (141/112=1,25).

- Observe que NÃO seria possível escolher o modelo "STANDARD": SB 90 50, pois o mesmo possui um limite de encaixe do eixo do motor de 19mm, sendo que o diâmetro do eixo do motor do exemplo é 24mm.

 

 

#áreatécnica #planetários

Cometários